Conheça 5 formas de conseguir dinheiro para iniciar um negócio

Ter capital para iniciar um negócio próprio é fundamental, exige planejamento por parte do empreendedor, pois todos que desejam começar o seu negócio, não adianta, tem que investir!

É uma realidade, investimentos trazem com o tempo ótimos resultados, costumamos ganhar dinheiro de acordo com nossos investimentos, se eles forem baixos, os lucros podem oscilar, se eles forem altos, seus benefícios serão altos!

Que o dinheiro é essencial para começar um negócio, isso não é novidade para ninguém, mas, de nada adiante ter uma excelente ideia se não existe capital para injetar e começar a desenvolver um negócio próprio.

Além de ser o pulmão, o dinheiro é extremamente necessário para a criação e manutenção de uma empresa.

É verdade que, os empreendedores não tenham todo o dinheiro necessário, que irão precisar para tirar a ideia do papel, e tornar aquele projeto uma realidade, por isso, é recomendável que antes de tudo, se faça um bom planejamento, para ter uma visão mais concreta. “ O capital próprio é a fonte de recursos mais utilizada, mas nem sempre o empresário usa uma fonte somente ” diz Marcelo Nakagawa, que é professor do Insper.

A seguir veja onde poderá conseguir dinheiro para começar o seu negócio.




• Capital próprio

De acordo com Nakagawa, está é a melhor maneira de investir em uma empresa pequena, com o próprio capital em mãos o empreendedor não contrai dívidas, e fica somente por conta de seus gastos sem depender de outras fontes, além de não ter dívidas com bancos, ele já faz uma ideia, já tem a noção de quanto poderá gastar.

Então, a partir do momento que a empresa começar a gerar lucros, a vantagem é que este empreendedor não terá dívidas, e como consequência normal, a tendência é que este negócio cresça mais, e quando expandir, auto se sustentará, de forma independente, pois os lucros serão capazes de manter os impostos da empresa em dia e seus gastos mensais.

• Incubadoras

Para os startups, é bastante natural que elas começam o seu desenvolvimento dentro de incubadoras, que geralmente são instituições ligadas a universidades que oferecem total apoio aos empreendedores que estão iniciando. “ Uma organização que estimula a criação e também o desenvolvimento das pequenas empresas.Espaço físico, oferecem alguma infraestrutura, conexão com a internet e até assessoria jurídica  ” segundo Kalaf.

• Agências de fomento

Uma outra alternativa para fonte de capital, são elas, as agências de fomento.De acordo com Nakagawa “ Estes recursos são os chamados não-reembolsáveis ou então de fundo perdido ”

Estas, são organizações que trabalham com editais ou chamadas, e elas oferecem linhas de crédito com juros bem baixos, ou até mesmo nulos. “ Estes empreendedores tem que conhecer CNPQ, Fapesp, Senai, Finep, e agências de amparo à pesquisa ”

• Empréstimo bancário

O empréstimo bancário, geralmente é o mais indicado para quem está pensando em abrir uma franquia. “ É bastante comum, bancos oferecerem linhas de crédito fantásticas para poder abrir uma franquia ”  de acordo com Kalaf.

“ São muitas as dificuldades para quem está começando tudo do zero, mas é necessário que o empreendedor tenha atenção com alguns bancos que possuem financiamentos para franquias ” alimenta Nakagawa.

Para este tipo de crédito, é necessário que tenha cuidados com as taxas de juros. “ As taxas no Brasil são altas, e é um fato comum exigir uma garantia real, por exemplo ”  reforça Kalaf.

• Investidores externos

Este, é mais comum no mercado startups, o investimento anjo, e fundos de capital semente, só podem ser conseguidos quando um negócio já está mais maduro, mais desenvolvido. “ O tipo de empresas que pegam este dinheiro, é muito pequeno, geralmente são empresas com alto potencial de crescimento ” de acordo com Nakagawa.Quando este é o caso, o investidor deseja ver o negócio concreto.No caso de anjos, eles investem cerca de 80 mil a 100 mil reais

Fonte de pesquisas para resumo e elaboração do artigo - Site exame.abril.com.br